Arquivo | Modificações RSS for this section

Granada de som!

Granada

Saudações Galera

Esse assunto foi discutido no fórum do paintball cenário uma boa idéia; mas válida?

Nosso esporte simula sim operações militares/policiais, mas daí usar usar granadas de som e luz, é o mesmo que usar granadas de explosão, sem chances pelos danos físicos que podem vir a causar aos jogadores.

Granadas de fumaça dependendo o local (CQB) pode trazer problemas respiratórios aos jogadores; a integridade física das pessoas deve ser sempre prioridade para os organizadores dos eventos/competição.

Não se pode usar? Pode, desde que todos os times tenham o equipamento e todos concordem e saibam do uso correto.

Se não, fiquem no básico que já é bem legal, as granadas e armadilhas com as bolinhas de paintball (nada de talco), e mesmo sendo as caseiras, ainda assim não trará riscos físicos.

 

OK?!

 

Bons jogos.

 

trap1

Modo Gambiarra – dos outros!

Saudações Galera

Vi essa gambiarra (só que não é) e achei muito legal; esse cara é bom; juntou dois marcadores e mais umas peças e olha “que massa” que ficou.

 

 

E ainda “camuflou” tipo estilo russo, que comentamos por aqui – hehehe.

Muito legal, parabéns, ficou demais – lol.

 

PLRA-Camo

Como prometido eis a minha versão da camuflagem urbana desenhada para os Patos Locos RA, comecei pela cor de fundo em tom sujo, acrescentei também rajadas de tom mais claro em padrões retos

2

Diferente das áreas naturais, o perímetro urbano se sobrepõe de padrões retos, cantos de muros, caixas de papelão, postes, caçambas… predominam sempre os ângulos retos. As cores nem cinza nem marrom representam um tom mais próximo do real, que acaba convergindo pra esse tom mais sujo

3

As linhas em tom mais escuro ajudam a dar sobra e profundidade quebrando a silhueta

4

Depois de feito o fundo acrescentei o padrão em tons de marrom e verde musgo, escolhi o shape hexagonal por estilismo mesmo, a longa distancia não faz diferença se são quadradinhos ou bolinhas

5

acrescentei mesclas de tons claros e escuros de forma que possa se misturar a um ambiente mais próximo do encontrado nas cidades aqui no Brasil e pra testar vou usar esse camarada aqui…

444

222 1271707433752_f jacarezinho-1

claro que ele não se encaixa na luz e sombra das fotos mas parece bom, agora vou partir para a tinta real hohohoho… aguardem e confiem

Bons jogos e fair play 😀

Armadilhas de Paintball

Já faz algum tempo recebemos um pedido para falar de armadilhas granadas e afins, e eu estava enrolando pra fazer esse post porque queria fazer algo 100% seguro, sem usar gambiarras que pudessem explodir na cara de ninguém, mas enfim chegou a hora de falar delas, as bobby traps
trap_11
Sempre houve armadilhas no campo de batalha, mas elas ficaram famosas na guerra do Vietnam, pois foi com elas que um exército pequeno e sem recursos conseguiu vencer o grandessíssimo e tecnológico exército norte americano, algumas de custo zero como buracos com estacas onde caiam os azarados fuzileiros, outras com minas e granadas, a única regra era ser simples e eficiente. Tentei criar algumas armadilhas nos mesmos moldes das vietnamitas, seguindo a regra de ser simples e eficiente, outro fator relevante é que elas tem que ser de preparação rápida pois os times não terão tempo extra para prepará-las, todas feitas de material reciclado para ressaltar o lado guerrilheiro ecológico e pobre hohoho…

Vamos usar alguns princípios básicos e simples, todas vão funcionar a base de fios, molas e torção, e como munição usei bexigas e espumas embebidas em tinta, a tinta é apenas a tinta das bolinhas diluída umas10 bolinhas por bexiga basta, ou pode-se usar talco também, fora isso tabuas pregos barbante cano de pvc, mas tudo pode ser mudado de acordo com a imaginação… A maioria funciona com base em uma linha que quando tencionada dispara a armadilha…
trap1
Nesse primeiro modelo é basicamente um estilingue montado sobre uma prancha de madeira, isso ajuda a fazer a mira, no fundo da parte onde ficam as bolinhas tem uma tira, essa tira dará a volta em um prego na parte de trás, um laço simples prenderá a tira como mostra o detalhe na imagem, quando o player descuidado chutar a linha ela puxa a perna do laço que libera a tira que prende o estilingue disparando as bolinhas na perna do player.
trap2
Outra opção de gatilho pode ser feita com 3 pregos, dois vão presos na tabua e servem para prender o terceiro que atua como pino, a tira vai presa a ele por um laço, quando a linha é tencionada puxa o prego/pino que libera o laço da tira, disparando a armadilha…
trap3
Essa armadilha é bem legal, o original é feito com um pedaço de tronco cheio de pregos, mas a gente ai usar uma garrafa pet cheia de água, ao redor dela você vai colar EVA ou espuma, que estará coberta de talco ou embebida em tinta, quando o jogador tencionar a linha ela liberará a garrafa que vai cair em um movimento de pendulo e acertar o jogador o marcando.
trap4
Esse modelo é bem simples, uma bexiga faz o papel de granada, quando a linha é tencionada estica a bexiga, que com a ajuda de um alfinete estoura jogando tinta ou talco para todo lado, o legal dessa opção é que ela pode marcar muitos players se ficar escondida num bom local. Essas ideias são basicas e podem ser trabalhadas com criatividade…

Por fim vale destacar que devem ser usadas com responsabilidade, deve-se tomar cuidado para não machucar ou sujar os players de forma permanente, todas as pontas devem ser cuidadosamente cobertas ou retiradas, a tinta deve ser lavavel ou de preferencia talco, e tomar cuidado para que nenhuma armadilha fique voltada para o pescoço ou os genitais, sendo de preferência apontadas para o tronco ou as pernas, de resto bons jogos e fair play 😀

Não seja esse cara

Não posso deixar passar em branco um evento triste para o nosso esporte que aconteceu recentemente, um jovem fardado e com um marcador no coldre no meio da rua foi fotografado e apareceu em um jornal de Campo Grande sendo dito que estava tentando gerenciar o transito e que chegou a confundir os bombeiros como sendo policial…

Não estou fazendo esse post para julgar os fatos, o jovem alega inocência em seus atos e sensacionalismo da matéria, a matéria alega irresponsabilidade e falsidade ideológica da parte do jovem, mas no fim uma coisa é certa, a imagem do paintball fica um pouco mais manchada a cada mancada…

No fim existem dois pontos a se destacar, 1º não saiam fardados de casa, quem faz isso faz só pra se aparecer, é pura frescura, não tem desculpa, eu levo farda, marcador e cilindro, bolinhas, máscara, luvas, joelheiras e cotoveleiras dentro de uma única mochila, quando muito vou usando apenas a calça, mesmo que não seja a sua intenção as pessoas vão te confundir e estranhar sua presença, não tem como passar batido, isso estraga não só a imagem do paintball como da força militar que você está copiando, imagina o rebuliço que não causaria uma foto de um camarada no shoping fardado com uma lata de cerveja na mão…

2º NUNCA!!! em hipótese alguma ande com o marcador a vista das pessoas, isso é inaceitável, mesmo que você tenha CR e CII ainda é crime, só vai assustar as pessoas e te arranjar uma bela dor de cabeça, as pessoas vão confundir com uma arma real e vão tratar o caso como se fosse, não banque o Rambo.

Andar fardado com o marcador na mão é tão legal quanto aqueles manos que ficam empinando moto com escape furado… não façam isso é sério… se você não consegue evitar, mude de esporte, vá jogar truco aí você poderá andar com o baralho pendurado no pescoço se quiser.

1434454657687998
não seja esse cara